PUBLICIDADE
Actualidade

Final dramático deixou Ricardo Moura a oito segundos da vitória no rali dos Açores

23 | 03 | 2019   21.30H

Um acidente na última especial do rali dos Açores tirou um triunfo que parecia certo ao russo Alexey Lukyanuk (Citroën C3 R5), deixando Ricardo Moura (Skoda Fabia R5) na segunda posição, a apenas 8,4 segundos da vitória.

O piloto russo, campeão europeu em título e vencedor da prova insular em 2018, entrou para o dia de hoje, o último deste que é o rali de abertura do Campeonato da Europa (ERC), com 40 segundos de vantagem. O piloto do Citroën C3 chegou a ter 52 segundos de avanço após as duas primeiras especiais da manhã, mas a tarde viria a revelar-se decisiva.

Na penúltima classificativa, em Graminhais, Lukyanuk sofreu um furo logo após o quinto dos 24 quilómetros planeados, perdendo 1.30 minutos e caindo para o terceiro lugar, por troca com o polaco Lukasz Habaj (Skoda Fabia R5) e com o português Ricardo Moura.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE