Actualidade

Especialista defende que Timor-Leste deve criar rapidamente companhia aérea pública

26 | 03 | 2019   06.33H

Um dos responsáveis de um projeto de criação de uma companhia aérea timorense defendeu hoje que Timor-Leste pode ter uma transportadora pública em três meses para combater o isolamento e os monopólios indonésio e australiano.

"Uma empresa timorense daria opções vantajosas ao país", disse à Lusa Pedro Miguel Carrascalão, especialista do setor aéreo e um dos responsáveis de um novo projeto apresentado ao Governo para a criação de uma companhia de bandeira timorense.

"Podemos resolver os problemas de preços, baixando o preço das viagens para a Indonésia e Austrália, e ganhamos mais autonomia", disse, numa referência aos custos, que considerou "desproporcionadamente elevados", mantidos pelas companhias aéreas da Indonésia e da Austrália.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE