PUBLICIDADE
Actualidade

Supremo aumenta para 173.500 euros indemnização a mulher vítima de negligência médica

10 | 04 | 2019   18.08H

A mulher vítima de negligência médica a quem o Supremo reduziu a indemnização alegando que a sexualidade não é tão importante para uma pessoa de 50 anos com dois filhos como para alguém mais novo vai receber 173.500 euros.

O valor foi indicado hoje à agência Lusa pelo advogado da mulher, Vítor Parente Ribeiro, na sequência de um novo acórdão proferido pelo Supremo Tribunal Administrativo (STA), que aumentou em 62.500 euros a indemnização anteriormente fixada pelo STA (111.000 euros), mas que foi revista após a defesa apresentar uma queixa junto do Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.

"No seguimento dessa queixa, o Estado Português veio a ser condenado, pois entendeu aquele tribunal internacional que o STA tinha proferido uma decisão discriminatória para a minha constituinte. Com fundamento nessa decisão apresentámos um recurso extraordinário de revisão de sentença no STA, o qual veio agora a proferir um acórdão que coloca alguma justiça, condenando a Maternidade Alfredo da Costa a pagar mais em 62.500 euros face à decisão que já havia sido anteriormente proferida", explicou Vítor Parente Ribeiro, advogado da vítima.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE