Fakenews

Literacia, 'fact checking' e sanções para desinformação são prioridades - ERC

15 | 04 | 2019   13.49H

Promover a literacia mediática, aprofundar o 'fact cheking', considerar a desinformação como ato ilícito e redefinir o conceito de órgão de comunicação social são as prioridades para combater as 'fake news', afirmou hoje o vice-presidente do regulador dos media.

Considerando que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social deve "dar o seu contributo" e "colaborar com a Assembleia da República para criar uma base de trabalho" para combater a desinformação, o vice-presidente da ERC defendeu hoje quatro medidas essenciais.

"Em primeiro lugar [defendemos] a literacia mediática", afirmou Mário Mesquita na conferência "Informação e Desinformação na Era Digital", que se realiza hoje no parlamento, explicando que o objetivo é "propiciar a todos os cidadãos uma base" quer para perceber melhor a linguagem mediática quer para conhecer as formas de acesso tecnológico atuais.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE