Inquérito/Energia

PCP quer que fique claro que há rendas excessivas e os seus responsáveis

15 | 04 | 2019   15.05H

O PCP pretende explicitar no relatório da comissão de inquérito que existem rendas excessivas na energia, resultado da política energética de governos PS, PSD e CDS, e quer elencar as responsabilidades das entidades reguladoras, Comissão Europeia e parlamento.

O deputado do PCP Bruno Dias apresentou hoje em conferência de imprensa no parlamento, em Lisboa, as propostas de alteração que o partido enviou à versão preliminar do relatório da comissão parlamentar de inquérito ao pagamento de rendas excessivas aos produtores de eletricidade, cujo relator é o bloquista Jorge Costa.

"A existência de rendas excessivas não é negada por ninguém, à exceção da EDP e das pessoas a quem a EDP recorreu ao longo deste tempo. Então a questão que se coloca é da caracterização concreta e objetiva dessas rendas excessivas, da sua origem, das suas causas e da responsabilização política daqueles que devem ser apontados na intervenção que tiveram nestes processos, incluindo a Assembleia da República, a Comissão Europeia e as entidades reguladoras", adiantou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE