Venezuela

Caracas condena novas sanções do Canadá contra pessoas próximas de Maduro

16 | 04 | 2019   02.16H

O Governo da Venezuela condenou na segunda-feira a decisão do Canadá de avançar com novas sanções contra 43 pessoas próximas do Presidente Nicolás Maduro, elevando para 113 o número de altos funcionários venezuelanos sancionados por Otava.

"O Governo da República Bolivariana da Venezuela condena categoricamente a aplicação ilegal de novas medidas coercivas unilaterais que o Governo do Canadá adotou de maneira arbitrária contra altos funcionários do Estado venezuelano", refere um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

No documento, enviado à agência Lusa, o Governo venezuelano explica que "na sua ânsia de demonstrar lealdade para com a agressão imperial contra a Venezuela, o Governo de Justin Trudeau optou por violar descaradamente o Direito Internacional, afundando as relações históricas de amizade entre os povos canadiano e venezuelano, e manchando de indignidade o legado do seu pai, que durante o seu exercício público, sempre demonstrou respeito pela diversidade dos povos do mundo".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE