PUBLICIDADE
Crise Académica/50 anos

Rui Pato recorda o movimento estudantil de 1969 que revolucionou Coimbra

16 | 04 | 2019   09.01H

O movimento estudantil que originou à crise académica de 1969 transformou por completo a cidade de Coimbra, considera o médico Rui Pato, um dos intervenientes que acabou expulso da universidade e forçado ao serviço militar.

"Há uma Coimbra antes e depois de 1969, porque tudo aquilo que era bolorento se transformou, tudo, a própria revolução dos costumes, com as raparigas a poderem sair dos lares à noite e o fim da praxe para os caloiros por não poderem sair à noite", disse o antigo diretor do Centro Hospitalar de Coimbra, atualmente aposentado.

A cidade, "que era quase medieval, bolorenta e jesuíta, a partir do movimento académico de 1969 transforma-se completamente", sublinha o médico pneumologista.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE