PUBLICIDADE
5G

Huawei defende criação de organismo independente global para cibersegurança

16 | 04 | 2019   09.03H

O diretor-executivo da Huawei defendeu hoje a criação de um organismo independente global para as questões de cibersegurança, advertindo que a politização da questão vai reduzir a inovação e aumentar os custos das soluções.

Ken Hu garantiu que o gigante de telecomunicações chinês está a redobrar esforços e a investir na melhoria da segurança, mas que "o correto" seria a criação de um organismo independente global, que servisse os fabricantes, a indústria e os reguladores.

O executivo advertiu que a politização da questão da cibersegurança vai reduzir a inovação e aumentar os custos das soluções, numa altura em que Washington está a pressionar vários países a proibirem a empresa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Ná! assim não tá bem. Tudo deve ser sempre controlado pelos EUA, o único país independente do mundo.
    América | 16.04.2019 | 09.26Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE