Notre Dame

Instituições da UE querem participar no esforço de reconstrução

16 | 04 | 2019   09.16H

Os líderes das principais instituições da União Europeia manifestaram hoje a sua solidariedade com França na sequência do incêndio na catedral de Notre-Dame, em Paris, e a vontade de participar nos esforços de reconstrução do monumento gótico.

Num debate no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, sobre os resultados da cimeira de líderes da UE da semana passada, os presidentes da assembleia, António Tajani, do Conselho Europeu, Donald Tusk, e da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, iniciaram invariavelmente as suas intervenções com palavras de pesar pelo incêndio da véspera que destruiu parcialmente um dos grandes símbolos de França e da Europa, afirmando-se "feridos no coração".

Apontando que o devastador incêndio é "uma ferida que não vai passar rapidamente", António Tajani defendeu que "todos se devem empenhar" e avançou com a ideia, que lhe foi proposta por um eurodeputado, "de recolher dinheiro hoje" entre os parlamentares europeus.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE