Actualidade

Greve dos motoristas de matérias perigosas

17 | 04 | 2019   13.22H

A greve dos motoristas de matérias perigosas, que cumpre hoje o terceiro dia, levou o Governo a avançar com uma requisição civil e está a gerar uma corrida ao postos de combustível.

A greve foi convocada pelo Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP), por tempo indeterminado, para reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica.

Na terça-feira, gerou-se uma corrida aos postos de abastecimento de combustíveis, deixando muitos deles esgotados e provocando o caos nas vias de trânsito.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • A pena de insubordinaaço poderá dar 12 meses ou menos de prisão.Mais vale declarar guerra civil e passar ao ataque pacifico sem armas contra as armas dos GNR ,militares etc.O POVO armado contra o POVO sem armas é a solução para já deste governo.
    Noemia | 17.04.2019 | 15.41Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Chegou altura de agirem os sindicatos da policia ,GNR e manif silenciosas dos militares reformados para o caos ser total é este triangulo que pode enforcar qualquer governo.Quem sabe no futuro com novos sindicatos q não os existentes pois estão acomodados.
    mamy | 17.04.2019 | 15.26Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE