BES

Banco de Portugal aplica coima de 6,8 ME ao banco e a três ex-administradores

17 | 04 | 2019   15.13H

O Banco de Portugal (BdP) condenou o BES e três ex-administradores do banco ao pagamento de 6,8 milhões de euros pela omissão de comunicação obrigatória dos problemas associados às carteiras do BES Angola.

O supervisor condenou o Banco Espírito Santo (BES) e três dos seus ex-administradores - Ricardo Salgado, Amílcar Morais Pires e Rui Silveira - por "omissão de comunicação obrigatória ao BdP dos problemas associados às carteiras de crédito e de imobiliário do BESA", o extinto BES Angola.

O BES foi condenado a uma coima única no valor de 3,4 milhões de euros, Ricardo Salgado a uma coima de 1,8 milhões de euros, Amílcar Morais Pires foi condenado a uma coima única de 1,2 milhões de euros e Rui Silveira a uma coima de 400 mil euros.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE