Combustíveis

Plataformas Alternativas de Transporte preveem "caos" dentro de dois dias

17 | 04 | 2019   15.44H

A Associação Nacional de Parceiros das Plataformas Alternativas de Transporte (ANPPAT) prevê que o setor "fique caótico" e "muitas das viaturas fiquem paradas" se a greve dos motoristas de matérias perigosas continuar.

De acordo com o presidente ANPPAT, João Pica, o setor "irá ser afetado, sem qualquer dúvida".

A associação, que reúne mais de 40 empresas parceiras das plataformas alternativas aos táxis, admitiu que "há poucas alternativas a este problema da falta de combustível nos postos de abastecimento".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE