PUBLICIDADE
Actualidade

Aquecimento global aumenta desigualdades e favorece países mais frios - estudo

22 | 04 | 2019   20.08H

O aquecimento global aumentou as desigualdades económicas desde a década de 60 do século XX, favorecendo os países mais frios, indica um estudo da Universidade de Stanford, Estados Unidos, hoje divulgado.

As mudanças causadas pela concentração de gases com efeito de estufa na atmosfera da Terra enriqueceram países como a Noruega ou a Suécia mas reduziram o crescimento económico de outros como a Índia ou a Nigéria, diz o estudo, publicado na revista científica "Proceedings of the National Academy of Sciences".

"Os nossos resultados mostram que a maioria dos países mais pobres da Terra é consideravelmente mais pobre do que seria sem o aquecimento global", disse o cientista Noah Diffenbaugh, especialista em clima e principal autor do estudo. Ao mesmo tempo, acrescentou, "a maioria dos países ricos é mais rica do que teria sido" sem alterações climáticas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE