Actualidade

Indígenas da Amazónia denunciam em Nova Iorque política "trágica" de Bolsonaro

24 | 04 | 2019   03.51H

Cerca de cinquenta indígenas brasileiros criticaram terça-feira, em Nova Iorque, Estados Unidos, a política "trágica" do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, num protesto em que gritaram que "a Amazónia não está à venda".

Os manifestantes, apoiados por ambientalistas norte-americanos, entregaram uma petição com cerca de 12 mil assinaturas para a missão brasileira da ONU, na véspera de uma grande manifestação indígena anti-Bolsonaro em Brasília, que começará na quarta-feira e irá terminar na sexta-feira.

"É urgente que o mundo ouça a voz, o grito dos povos indígenas. Somos ameaçados pelo agronegócio, hidroeletricidade, pelo desmatamento e pela indústria mineira", disse esta semana a Coordenadora Nacional da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB), Sonia Guajajara, num Fórum Indígena da ONU.

Destak/Lusa | destak@destak.pt