PUBLICIDADE
1.º Maio

CGTP defende aumento do salário mínimo para 850 euros

01 | 05 | 2019   18.11H

O secretário-geral da central sindical CGTP, Arménio Carlos, defendeu hoje um aumento do salário mínimo nacional para 850 euros, manifestando disponibilidade imediata para discutir com o Governo esta proposta.

O anúncio da CGTP foi feito durante o discurso de encerramento da manifestação em Lisboa do 1.º de Maio, que decorreu hoje à tarde entre o Martim Moniz e a Alameda Afonso Henrique.

Arménio Carlos adiantou que a proposta de aumento do salário mínimo faz parte de um conjunto de cinco eixos centrais reivindicativos que a CGTP vai apresentar em breve a todos os partidos com assento parlamentar.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Ai sim? E porque é que aqueles da AR não têm apenas e só salário mínimo e quando terminam o "frete" têm sub(in)venções vitalícias? Igualdade, hein? Aonde?
    Anónimo | 01.05.2019 | 21.42Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • AUMENTO PARA QUEM NADA FAZ BOA FUNÇÃO PÚBLICA
    O povo | 01.05.2019 | 18.37Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE