Caso Madeleine

Investigações da PJ seguem 350 pistas

09 | 05 | 2007   08.12H

Com 500 inspecções a apartamentos situados no complexo turístico onde a menor britânica desapareceu; buscas em 15 km quadrados; centenas de pessoas, nacionais e estrangeiras, inquiridas, das quais 100 formalmente; e 350 pistas testadas, foram abandonadas «diferentes hipóteses de investigação».

No entanto, em comunicado, a PJ esclarece que «permanecem abertas e em franco desenvolvimento, outras hipóteses de investigação, que podem conduzir à determinação do móbil da ocor-rência, permitindo, dessa forma, uma acrescida concentração e centralização dos esforços das autoridades policiais envolvidas nas investigações».

Pista falsa em Nelas

A PJ confirmou ontem que uma das pistas falsas foi verificada em Nelas. A parecença da filha de um cidadão belga, de visita à região, com Madeleine deixou a população desconfiada, ao ponto de um supermercado local ter filmado pai e filha.

Entretanto, a PJ negou ontem que o forte dispositivo no terreno, com 180 elementos da Judiciária mais 60 militares da GNR, se deva apenas ao facto de a menina desaparecida ser britânica.

Isto no mesmo dia em que o Instituto de Apoio à Criança revelou que, em 2006, a Li-nha SOS Criança Desaparecida abriu 31 novos processos relativos a menores. Das 24 crianças encontradas, duas delas já estavam mortas e sete estão em paradeiro desconhecido, ou seja, 22,5%.

Ronaldo pede informações

Aos muitos pedidos de ajuda - já foi lançada uma corrente de solidariedade na internet - Cristiano Ronaldo e Paulo Ferreira juntaram as suas vozes. «Quem tenha informações que apareça», pediu o avançado do Manchester.

João Moniz | jmoniz@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE