Actualidade

Tribunal anula punição disciplinar aplicada a GNR por balear assaltante nas costas

15 | 05 | 2019   20.09H

(CORREÇÃO NO SEGUNDO E PENÚLTIMO PARÁGRAFOS) Sintra, Lisboa 15 maio 2019 (Lusa) - O Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra anulou a decisão da Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que puniu disciplinarmente um GNR com vinte dias de suspensão por balear um assaltante nas costas durante uma perseguição, em 2013.

Em dezembro de 2015, o Tribunal de Sintra absolveu o militar do crime de ofensa à integridade física qualificada, mas a IGAI teve um entendimento diferente e, por despacho da então ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, de 01 de abril de 2015, aplicou ao militar a pena de suspensão de vinte dias, suspensa na sua execução por um ano, por atingir nas costas o suspeito de assaltar dois cafés, no concelho de Torres Vedras, distrito de Lisboa, quando este se colocava em fuga.

A sentença do Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Sintra agora proferida, e a que a agência Lusa teve hoje acesso, critica a decisão da IGAI e os fundamentos apresentados pelo instrutor do processo disciplinar.

Destak/Lusa | destak@destak.pt