Actualidade

Projeto ibérico quer controlar espécies aquáticas invasoras que custam 12,5 mil milhões por ano

16 | 05 | 2019   18.50H

Os rios de Portugal e Espanha "ganham" duas novas espécies invasoras por ano, uma realidade que causa prejuízos anuais de 12,5 mil milhões de euros em toda a União Europeia e que um projeto ibérico se propõe combater.

O 'Life Invasaqua', que será apresentado na sexta-feira em Portugal, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, assenta na informação, contacto entre o público e as atividades económicas ligadas aos rios e animais, como a pesca desportiva ou o turismo.

O investigador Francisco José Oliva, da Universidade de Múrcia, que coordena o projeto em Espanha, disse à agência Efe que se trata de "ferramentas para comunicar e informar mas também para formar e estabelecer ligações com os responsáveis da gestão", envolvendo "utilizadores dos rios e estuários, pescadores, empresas de desporto aquático, pisciculturas e o público em geral".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Devem vir dos aquários das bichas, que são irmãs dos animais e que estão representados no parlamento. 12 500 000 000 de euros para a Europa toda? É fartar vilanagem. E no fim acabam nos bolsos dos banqueiros do IV Reich.
    Dono dos Burros | 16.05.2019 | 22.02Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não