Europeias

Cristas acusa Costa e esquerdas de governarem como se "troika" não tivesse saído

17 | 05 | 2019   22.36H

A líder do CDS-PP acusou hoje o Governo "da 'troika' das esquerdas" de governarem como se a 'troika' ainda estivesse em Portugal, com a maior carga fiscal "de sempre" e o mais baixo nível de investimento público.

Num jantar com militantes no Montijo, Setúbal, Assunção Cristas reclamou para o CDS, que estava com o PSD no Governo em 17 de maio de 2014, quando a "'troika' fez as malas e deixou" o país, o feito dessa saída e pediu que a data se comemore como o "dia da restauração" da independência financeira.

E numa só frase, usou a palavra 'troika' três vezes para acusar os socialistas, que "levaram o país à bancarrota" em 2011 e "pediram de joelhos" a intervenção externa, de continuarem a governar com austeridade.

Destak/Lusa | destak@destak.pt