PUBLICIDADE
Actualidade

Trump defende proibição do aborto exceto em caso de violação ou incesto

19 | 05 | 2019   11.42H

O Presidente norte-americano declarou-se "profundamente pró-vida", mas admitiu ser favorável a exceções à proibição do aborto em caso de violação ou incesto, uma posição menos restritiva do que a legislação aprovada esta semana no Alabama.

"Como a maioria das pessoas sabem, e para as que querem saber, sou fortemente pró-vida, com três exceções - violação, incesto e proteção da vida da mãe - a mesma posição adotada por Ronald Reagan", escreveu Donald Trump no Twitter na noite de sábado.

A mensagem de Trump surge poucos dias após o Alabama ter aprovado, na terça-feira, uma lei que proíbe o aborto em todas as situações, exceto em caso de perigo de morte da mãe, tornando-a a mais restritiva nos EUA.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Temos a ala ultraconservadora a impor as sua regras na américa profunda..É assim em democracia a falta de equilibrio provoca sunamis.O voto aqui vale e não é fixo/fiel a não ser aos princípios das liberdades sem amordaças e desenvolvimento.Democratizar de verdade desenvolver,inovar e conhecimento são a chave de sucesso dos EUA com 300 milhões e EU com 500 milhões está em decadência ,porquê??????????
    Icaro | 19.05.2019 | 14.35Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE