PUBLICIDADE
Actualidade

Cidadãos por Coimbra querem fim do impasse na construção da nova maternidade

21 | 05 | 2019   12.49H

O movimento Cidadãos por Coimbra (CpC) ameaçou hoje pedir a demissão do presidente do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) se até ao dia 01 de junho não for anunciada a localização da nova maternidade da cidade.

Em conferência de imprensa, Jorge Gouveia Monteiro denunciou o impasse que se verifica na construção da nova maternidade da cidade e as "enormes dificuldades" das atuais maternidades Bissaya Barreto e Daniel de Matos, que "sobrevivem" à custa do brio dos seus profissionais.

"Os responsáveis da saúde - nacionais e regionais - remetem-se a um silêncio desrespeitoso e comprometedor", disse o coordenador do movimento, salientando que o município, Assembleia Municipal e Comunidade Intermunicipal de Coimbra tomaram posição a favor da localização da nova maternidade no Hospital Geral (Covões).

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE