Actualidade

Mexia quer 'joint-venture' da EDP para 'offshore' no top 3 mundial em 2025

21 | 05 | 2019   17.29H

A EDP quer estar entre as três maiores empresas do segmento da energia 'offshore' a nível mundial nos próximos seis anos graças à criação da 'joint-venture' com a francesa ENGIE, afirmou hoje o presidente executivo, António Mexia.

"O nosso objetivo é no 'offshore', ou seja, vento no mar, conseguirmos através desta parceria estar no top 3 até 2025. Se juntarmos o que já temos hoje, seríamos o quarto maior do mundo neste segmento", disse à agência Lusa em Londres.

Foi na capital britânica que a EDP e a Engie anunciaram hoje a assinatura de um memorando de entendimento para criar uma 'joint-venture', controlada em partes iguais, no segmento eólico 'offshore', fixo e flutuante.

Destak/Lusa | destak@destak.pt