PUBLICIDADE
Actualidade

Organização de defesa dos direitos humanos pede libertação imediata de tibetanos presos

22 | 05 | 2019   04.35H

Uma organização de defesa dos direitos humanos pediu hoje às autoridades chinesas a libertação imediata de vários monges tibetanos e outros críticos pacíficos presos desde os distúrbios de 2008 no Tibete.

A Human Rights Watch (HRW) lamentou as "longas e injustas penas de prisão" de muitos tibetanos que "não fizeram nada mais do que exigir pacificamente respeito pelos seus direitos humanos".

A 14 de março de 2008, a capital da região, Lassa, foi palco de violentos ataques contra a presença chinesa. Segundo o Governo chinês, os motins causaram 18 mortos. No entanto, é desconhecido o número de tibetanos mortos pelas tropas chinesas naquela data.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE