PUBLICIDADE
Europeias

Rangel acusa Governo de "ímpeto controleiro" sobre Banco de Portugal

23 | 05 | 2019   22.03H

O cabeça de lista do PSD acusou hoje o Governo de "ímpeto controleiro" sobre a banca e instituições independentes como o Banco de Portugal, referindo-se às críticas do Banco Central Europeu (BCE) sobre a proposta para a supervisão financeira.

Num jantar-comício em Paço de Arcos (Oeiras) - num espaço com capacidade para mil pessoas, mas com várias mesas vazias, ao contrário do que tem sido habitual -, Paulo Rangel acusou o PS de ser "a favor do controlo e do fim da imparcialidade das instituições públicas."

"Não estou a falar neste ímpeto controleiro por acaso. Se nós olharmos aquilo que é a maior vergonha, o maior escândalo, o caso Berardo (...) na altura do Governo Sócrates era o mesmo ímpeto de controlo da banca", apontou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE