Actualidade

Almaraz estuda construção de mais um depósito de resíduos nucleares antes de fechar

27 | 05 | 2019   12.47H

As empresas proprietárias da central de Almaraz, na Estremadura espanhola, estão a estudar a possibilidade de construção de mais um depósito de resíduos nucleares (ATI), apesar de o fecho da central estar previsto para 2028.

O diretor da Central Nuclear de Almaraz, Rafael Campos, citado pela imprensa regional estremenha, disse na apresentação do relatório semestral de atividades da unidade, este fim de semana, que o projeto de construção de um novo ATI (armazém temporário individualizado) está numa fase "inicial", sendo ainda cedo para saber qual será a sua configuração, localização ou caraterísticas.

"Terá de se ver as necessidades que temos e, em função disso, fazer o desenho correspondente. No nosso setor tudo se faz com tempo", precisou Rafael Campos, ao mesmo tempo que sublinhava que, independentemente do horizonte temporal da central, o combustível nuclear utilizado terá de ser extraído das "piscinas", pelo que a central tem de "estar preparada".

Destak/Lusa | destak@destak.pt