Inquérito/CGD

Indexação das obras de arte a associação de Berardo foi além do "normal" - Jorge Tomé

07 | 06 | 2019   19.16H

O ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos Jorge Tomé disse hoje no parlamento que indexar os títulos da Associação Coleção Berardo às obras de arte "foi uma construção para além do que seria normal".

Jorge Tomé afirmou que o empresário José Berardo "foi sempre considerado pelos bancos um bom risco", já que tinha "um historial de empresário, com um estilo muito próprio, com obra feita e capacidade financeira", para além de ter sido condecorado em Portugal e ter "uma comenda do Estado francês".

Por isso, "nunca passou pela cabeça de ninguém" ter de fazer a indexação, disse o ex-administrador da CGD durante a comissão parlamentar de inquérito à recapitalização e gestão do banco.

Destak/Lusa | destak@destak.pt