PUBLICIDADE
Actualidade

Militar ferido na RCA sofreu traumatismo grave dos membros inferiores que obrigou a amputação

14 | 06 | 2019   17.37H

O militar português que ficou ferido na República Centro-Africana sofreu um "traumatismo craniano sem perda de conhecimento" e um "traumatismo grave dos membros inferiores" que obrigou a "amputação bilateral", revelou hoje o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

Numa atualização da situação clínica do Soldado Comando, o EMFGA informou que o militar foi "estabilizado no local do acidente de viação", que ocorreu na quinta-feira à tarde, e transferido de helicóptero para o hospital da missão das Nações Unidas na capital do país, Bangui.

No hospital "foi submetido a uma cirurgia emergente, de controlo de danos, tendo sido verificada a necessidade e efetuada uma amputação bilateral dos membros inferiores", "sem intercorrências no intra ou pós-operatório imediato", é acrescentado na nota informativa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE