PUBLICIDADE
Actualidade

Príncipe herdeiro saudita pede fim da "exploração" do caso Khashoggi

16 | 06 | 2019   04.28H

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, advertiu hoje "todos aqueles que exploram" com fins políticos o caso da morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi, numa crítica velada à Turquia.

As tensões entre a Turquia e a Arábia Saudita intensificaram-se após o brutal assassínio de Khashoggi no consulado saudita em Istambul, em outubro do ano passado.

"A morte de Jamal Khashoggi é um crime muito doloroso", disse Mohammed bin Salman, em entrevista ao diário Asharq al-Awsat.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE