PUBLICIDADE
Actualidade

Marcelo responde a críticas dos professores e "história mal-amanhada" do 9.4.2.

16 | 06 | 2019   21.26H

Marcelo Rebelo de Sousa considerou hoje incompreensíveis as críticas da federação dos professores, que o acusou de não ser Presidente de todos os portugueses, alegando que a história contada pelos sindicalistas do 9.4.2 é "mal-amanhada".

O Presidente da República advertiu que, "por definição", não "entra em guerra com nenhuma classe profissional, menos ainda com a dos professores", porque "é professor", em resposta às críticas do secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira, no sábado, no final do congresso dos sindicatos.

Mário Nogueira criticou Marcelo Rebelo de Sousa por a última coisa que lhe ouviu dizer em Portalegre, na véspera do 10 de Junho, "foi que 9.4.2. para número de telefone ainda faltavam alguns dígitos", numa referência aos nove anos, quatro meses e dois dias (9.4.2) de tempo de serviço congelado que os sindicatos reclamam de contagem para a sua carreira.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE