PUBLICIDADE
Actualidade

Detido na Guatemala ex-militar acusado de genocídio

17 | 06 | 2019   03.49H

O ex-general da Guatemala Luis Mendoza, acusado de genocídio contra povos indígenas e procurado pelos tribunais desde 2011, foi detido no domingo, anunciaram as autoridades locais.

Mendoza é acusado de ter participado no massacre de indígenas da etnia Ixil, durante a guerra civil (1960-1996) que deixou mais de 200 mil mortos e desaparecidos naquele país, de acordo com a ONU.

O antigo chefe militar foi detido na cidade de Salama, a cerca de 55 quilómetros da capital guatemalteca, quando saía de uma secção de voto depois de participar nas eleições presidenciais, municipais e legislativas realizadas no país, no domingo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE