PUBLICIDADE
Actualidade

Mário Centeno defende "reavaliação e efetiva monitorização" dos benefícios fiscais

17 | 06 | 2019   13.48H

O ministro das Finanças, Mário Centeno, defendeu hoje que "num futuro próximo" se proceda à "reavaliação e efetiva monitorização" dos benefícios fiscais existentes em Portugal com vista a uma "melhor gestão da despesa pública".

Falando no Porto durante a apresentação de um estudo sobre "Os benefícios fiscais em Portugal" - elaborado por um grupo de trabalho coordenado pela economista Francisca Guedes de Oliveira, da Católica Porto Business School - Centeno considerou que a matriz ali proposta para criação, monitorização e avaliação dos atuais e futuros benefícios fiscais constitui (tal como as cativações) um travão à despesa pública do qual se deve "fazer bom uso".

"Este estudo é produto de uma análise com uma profundidade sem precedentes em Portugal ao sistema de benefícios fiscais nacional, realizado ao longo de quase um ano, e de utilidade evidente para que se possa, num futuro tão próximo quanto possível, proceder a uma reavaliação e efetiva monitorização dos mesmos e, por outro lado, à criação de uma matriz para a criação, monitorização e avaliação dos atuais e futuros benefícios fiscais", afirmou o ministro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE