PUBLICIDADE
Actualidade

Autora do livro "Cai a noite em Caracas" diz que quer ajustar contas com o passado

18 | 06 | 2019   17.08H

A escritora venezuelana Karina Sainz Borgo disse hoje à agência Lusa que escreveu o romance "Cai a noite em Caracas", porque tinha de ajustar contas com o passado.

"Quero explorar o tema da morte e da memória. Quero construir um ciclo de livros que me permita acertar contas com 'os meus mortos' da maneira mais elegante e literariamente possível", disse Karina Sainz Borgo, 37 anos, acrescentando que evitou tratar no romance a atualidade venezuelana de forma panfletária.

"A literatura que me interessa é a que cria problemas e mostra os problemas. Este livro é uma carta de amor ao país, mas eu nunca digo que a Venezuela era uma maravilha, sempre disse que era um país narcisista e que tinha debilidades cosméticas. Eu não estou a dizer: 'coitados de nós'. A verdade é que não soubemos ver o que estava para vir", afirma, referindo-se à história recente da Venezuela.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE