PUBLICIDADE
Actualidade

Convenção conclui que SNS dá "sinais de cansaço" e tem sistema "que não é amigo do cidadão"

18 | 06 | 2019   17.23H

A Convenção Nacional da Saúde concluiu hoje que o SNS "dá sinais de cansaço" e avisa que os portugueses "não podem ter listas de espera de anos" por consultas ou cirurgias, nem ter "enormes falhas de medicamentos".

Portugal tem ao nível da saúde um "sistema que não é amigo do cidadão", declarou Ana Paula Martins, bastonária da Ordem dos Farmacêuticos no discurso em que apresentou as conclusões da Convenção Nacional da Saúde, que hoje decorreu em Lisboa.

"Os portugueses não podem ter listas de espera de anos por uma primeira consulta da especialidade ou cirurgia, não podem ter as enormes falhas de medicamentos que têm atualmente na nossa rede de farmácias, não podem esperar eternidades por tratamentos inovadores que podem fazer a diferença, não podem continuar a não ter cuidados continuados e paliativos para si e para os seus quando necessitam, que não só gera sofrimento e desesperança, mas sobrecarrega desnecessariamente as famílias e os cuidadores, exaustos e perdidos num sistema que não é amigo do cidadão", afirmou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE