PUBLICIDADE
Actualidade

Doentes de Esclerose Lateral Amiotrófica querem estatuto do cuidador adequado à doença

19 | 06 | 2019   08.15H

A Associação Portuguesa de Esclerose Lateral Amiotrófica (APELA) chamou hoje a atenção para as especificidades dos cuidadores de pessoas com a doença, que é crónica e de evolução tão rápida que tem um efeito devastador nas famílias.

Pedro Souto, presidente da APELA, explicou que a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) "não tira férias e exige cuidados durante as 24 horas do dia", pelo que é uma patologia "muito desgastante para o cuidador".

O responsável falava a propósito do Dia Mundial da ELA, que a associação assinala na sexta-feira com uma ação que visa sensibilizar a sociedade civil, responsáveis políticos e profissionais de saúde para o impacto provocado pela doença, não só nos doentes, mas também nos cuidadores que os acompanham.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE