PUBLICIDADE
Actualidade

Acionistas da Goggle pediram relatório de impacto nos direitos humanos no regresso do motor à China

20 | 06 | 2019   04.00H

Um grupo de acionistas do Alphabet, dona do Google, pediu que a empresa prepare um relatório sobre o impacto nos direitos humanos de um possível regresso do famoso motor de pesquisa à China, com uma versão censurada.

A proposta destes acionistas foi rejeitada pela maioria durante a Assembleia geral anual que se realizou na quarta-feira na Califórnia, Estados Unidos.

A petição referia-se ao "Projeto Dragão Voador", um motor de pesquisa, censurado, da empresa para voltar a operar na China, onde não tem presença desde 2010.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE