PUBLICIDADE
Actualidade

PCP pede audição da ARS sobre fecho rotativo de urgências de obstetrícia de Lisboa

20 | 06 | 2019   17.53H

O grupo parlamentar do PCP enviou hoje um requerimento para a audição do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) sobre o fecho rotativo das urgências de obstetrícia da capital.

"Hoje, dia 20 de junho, é noticiado que quatro maternidades de Lisboa - Alfredo da Costa, São Francisco Xavier, Santa Maria e Amadora Sintra - vão encerrar os serviços de urgência durante o período de verão. Sendo também dito que existe uma proposta da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo para que funcionem de forma rotativa", afirma o PCP, no requerimento endereçado à Comissão Parlamentar de Saúde, fazendo referência à notícia avançada hoje pelo jornal Público.

No documento enviado à agência Lusa, o grupo parlamentar comunista salienta que a principal causa apontada para o encerramento dos serviços é a falta de médicos especialistas em ginecologia e obstetrícia e anestesistas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE