PUBLICIDADE
Actualidade

Bloco de Esquerda não manda no parlamento nem manda no país -- Carlos César (PS)

24 | 06 | 2019   13.17H

O líder parlamentar do PS invocou hoje o sentido de "responsabilidade financeira" e a rejeição de "aventureirismos" para defender o faseamento do fim das taxas moderadoras e afirmou que o Bloco de Esquerda não manda no país.

Carlos César fez estas declarações após ter visitado a Avisacal, empresa exportadora do setor alimentar instalada em São Pedro do Sul, distrito de Viseu, no âmbito de uma deslocação integrada nas Jornadas Parlamentares do PS, que decorrem até terça-feira.

Questionado sobre se houve uma reviravolta política do PS, que agora pretende fasear ao longo da próxima legislatura as isenções no pagamento de taxas moderadoras, Carlos César negou contradições nesta matéria, invocou o princípio da responsabilidade financeira do Governo e respondeu diretamente, usando palavras duras, às críticas que têm sido feitas pelo Bloco de Esquerda.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • César, cala-te! Não cantes de galo. Tu nem galaró quanto mais galo. Na próxima és tu que não mandas na AR nem no País. Caladinho és sempre um poeta. Não atraias os coriscos.
    Dono dos Burros | 24.06.2019 | 13.39Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE