PUBLICIDADE
Incêndios

Investigação aponta falhas ao piloto e à Everjets na queda de helicóptero

24 | 06 | 2019   18.00H

A investigação aponta falhas ao piloto e à gestão operacional e organizacional da empresa Everjets na queda do Eurocopter AS350, em julho de 2017, quando se preparava para combater um incêndio no concelho de Alijó, distrito de Vila Real.

"Foi identificada como causa mais provável para o acidente a perda de consciência situacional do piloto, permitindo o contacto do rotor de cauda com a água [da Barragem de Vila Chã], ao tentar encher e testar o sistema de balde de combate aos incêndios, durante a primeira operação do dia", revela o relatório final do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF), a que a agência Lusa teve hoje acesso.

Os investigadores indicam como fatores contributivos para o acidente a "falta de experiência do piloto na operação de combate aos incêndios" e o facto de "não estar familiarizado" com o sistema de abertura do balde do helicóptero.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE