PUBLICIDADE
Actualidade

PS considera que só por "partidarite" Lei de Bases da Saúde não será aprovada

24 | 06 | 2019   22.37H

O líder da bancada do PS afirmou hoje que a atual redação da nova Lei de Bases da Saúde já incorpora dezenas de alterações apresentadas por todas as bancadas e só por "partidarite" deixará de ser aprovada.

Esta advertência sobre o possível desfecho da Lei de Bases da Saúde em votação final global foi transmitida por Carlos César no jantar com autarcas socialistas do distrito de Viseu, iniciativa integrada nas Jornadas Parlamentares do PS.

Segundo o presidente do Grupo Parlamentar do PS, durante as votações indiciárias da Lei de Bases da Saúde, "já foram aprovadas 25 propostas do PCP, 12 do Bloco de Esquerda, 11 do PSD e quatro do CDS-PP".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Estao todos á espera do desfecho das nomeações em BRUXELAS e respetivo programa.Qual a necessidade de uma nova lei em vésperas de eleições?Polémiva para fazer esquecer leis intrusivas,pensamentos anti-liberais,incêndios etc?A saúde está um caos ,não há lei que a melhore a não ser haver mais investimento privado e portanto mais exportações que possibilitem gastar mais em saúde.As leis não resolvem doenças ,criam doenças politicas etc
    leila | 25.06.2019 | 12.50Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE