PUBLICIDADE
Actualidade

Governo repõe 40 horas semanais para trabalhadores da CNB e greve mantém-se

25 | 06 | 2019   14.12H

A partir de 01 de julho, os trabalhadores da Companhia Nacional de Bailado voltarão às 40 horas semanais, numa uniformização laboral com os trabalhadores do Teatro Nacional de São Carlos, anunciou hoje o Governo.

A decisão foi comunicada hoje pela secretária de Estado da Cultura, Ângela Ferreira, numa reunião com o Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos, do Audiovisual e dos Músicos (CENA-STE), que representa os trabalhadores das duas estruturas culturais, tuteladas pelo Organismo de Produção Artística (Opart), e que estão em greve exigindo uma harmonização salarial.

No final da reunião, André Albuquerque, do sindicato Cena-STE, lamentou aos jornalistas a falta de abertura do Governo para negociar, e anunciou que os trabalhadores irão manter-se em greve, estando a ser ponderadas novas formas de luta e um pedido de audiência ao primeiro-ministro. Rejeitam, para já, avançar com qualquer processo em tribunal, porque querem que o Governo resolva o diferendo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Parece-me que o texto não está correto, pois diz que o "Governo repõe 40 horas semanais". Deve ser engano e a reposição talvez seja para 35 horas, no entanto, acabo por não saber ao certo qual é o horário reposto, pois não sei qual era o horário daqueles trabalhadores antes do célebre governo de Passos Coelho lhes ter aumentado o horário de trabalho. Seja como for, a reposição será sempre correta, dado que o aumento de horas de trabalho lhes tinha sido unilateralmente imposto pelo governo anterior. Mistérios desta estranha democracia!
    zé da burra o alentejano | 25.06.2019 | 17.03Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE