PUBLICIDADE
Actualidade

Obiang saúda livre-comércio africano, mas admite "riscos" para a Guiné Equatorial (REPETIÇÃO)

12 | 07 | 2019   09.01H

O Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang, saudou hoje o acordo de livre-comércio em África, mas admitiu "riscos" para países como o seu, com grande poder de compra e custos de produção.

A Guiné Equatorial entrou na zona de livre-comércio no domingo, na cimeira da União Africana em Niamey (Níger), um projeto que visa reforçar o comércio interno continental.

"Parece-me uma decisão de sucesso". Hoje, "os países africanos estão a receber mercadorias da Europa", mas "os nossos produtos não são comercializados no contexto africano", comentou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE