PUBLICIDADE
Inquérito/CGD

Ex-sócio de Berardo diz que criação da Associação foi sua "exigência"

12 | 07 | 2019   19.18H

O colecionador de arte Francisco Capelo, ex-sócio de José Berardo e impulsionador da sua coleção de arte, afirmou que a criação da Associação Coleção Berardo foi sua "exigência", dada "a natureza controversa" da Fundação do empresário.

"Dada a natureza controversa da Fundação José Berardo, foi minha exigência que a coleção ficasse pertença de uma entidade sem benefício fiscal do tipo Associação", escreveu Francisco Capelo numa carta dirigida à comissão parlamentar de inquérito à recapitalização e gestão da Caixa Geral de Depósitos (CGD), a que a Lusa teve acesso.

Na mesma missiva, Capelo afirmou que a Fundação José Berardo servia como "fachada para permitir a existência de uma entidade essencialmente criada para beneficiar dos privilégios fiscais, sobretudo da isenção de pagamento de mais-valias nos investimentos financeiros".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE