PUBLICIDADE
Actualidade

Benim recusa pressa francesa na devolução de objetos saqueados no período colonial

16 | 07 | 2019   13.08H

Paris e Cotonou chegaram a acordo sobre a devolução pela França ao Benim de 26 objetos saqueados pelas tropas coloniais francesas em 1892 nos Palácios Reais do Abomei, mas não se entendem sobre o calendário da reparação histórica.

No início de julho, o ministro francês da Cultura, Franck Riester, anunciou a intenção de devolver "rapidamente" os objetos sagrados ao antigo Reino do Daomé, atual Benim, antes mesmo da adoção formal de uma lei que legitime o processo, sublinhando que os totens e outros ceptros reais, exigidos por aquele país africano, "devem poder" ser aí "vistos, admirados e estudados".

O Benim não tem, porém, assim tanta pressa. "À proposta francesa respondemos 'paciência, guardem [as peças] durante mais algum tempo até que estejamos mesmo preparados'", disse José Pliya, diretor da Agência beninense de promoção dos Patrimónios e do Turismo (ANPT), citado pela agência France Press.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE