PUBLICIDADE
Actualidade

Teatro São João fecha temporada a questionar "imagens que criamos de nós próprios"

16 | 07 | 2019   18.47H

A peça "Primavera Selvagem", que se estreia na quinta-feira e encerra a programação desta temporada do Teatro Nacional São João (TNSJ), no Porto, adapta o britânico Arnold Wesker para questionar "as imagens que criamos de nós próprios", explicou o encenador.

À margem de um ensaio aberto aos jornalistas, Jorge Pinto disse hoje que o espetáculo cruza o mundo do teatro e o do público, que se vai sentar nos dois lados do palco do TNSJ, para "tanto quanto possível fazer perceber ao público que as questões que se põem são da condição humana", e não só dos profissionais do teatro.

Na peça, com cerca de duas horas de duração, o público vive próximo do camarim, de casa ou da própria boca de cena na qual vive Gertrude, uma atriz premiada "mas insegura do seu talento", lê-se na sinopse, e das suas interações com os dois homens da cena, numa reflexão "sobre a vida como exercício de 'autoencenação'".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE