PUBLICIDADE
Inquérito/CGD

BE diz que Banco de Portugal tinha elementos "para intervenção mais atempada"

16 | 07 | 2019   20.44H

O BE afirma que o Banco de Portugal (BdP) "tinha elementos" para efetuar "uma intervenção mais atempada" na Caixa Geral de Depósitos (CGD), de acordo com as propostas de alteração ao relatório da comissão parlamentar de inquérito.

Segundo o documento a que a Lusa teve acesso, o BE considera que "o BdP tinha elementos, em particular o Relatório de Controlo Interno de 2008 e os resultados da Inspeção de 2011, que lhe teriam permitido uma intervenção mais atempada na CGD, com a consequente avaliação das práticas de gestão, concessão e acompanhamento de crédito, bem como da idoneidade dos administradores responsáveis".

Entre esses elementos dos dois relatórios encontram-se "a discrepância de critérios entre o conselho de administração e os órgãos de fiscalização", a identificação "como deficiência de risco elevado na área de créditos, os créditos garantidos por penhor de ações", "critérios pouco prudentes na valorização das garantias", o "não reconhecimento de imparidades individuais" ou a falta de "conhecimento de situações financeiras do mutuário".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Estes do BE andam sempre em pontas de pés para aparecerem com noticias. Votem nesta gente, vão ver o que vai acontecer a este País.
    Alvaro | 16.07.2019 | 22.23Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE