PUBLICIDADE
Actualidade

Coordenador da Lava Jato critica suspensão de investigações financeiras

17 | 07 | 2019   01.16H

O coordenador da Operação Lava Jato no Rio de janeiro, Eduardo El Hage, classificou na terça-feira de "retrocesso" a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de suspender investigações financeiras em curso sem autorização judicial.

A suspensão decretada pelo presidente do STF, Dias Toffoli, atendeu a um pedido de Flávio Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, investigado por transações financeiras suspeitas.

"A decisão monocrática do presidente do STF suspenderá praticamente todas as investigações de branqueamento de capitais no Brasil. (...) Um retrocesso sem tamanho que o Ministério Público Federal espera ver revertido pelo plenário o mais breve possível", declarou El Hage em comunicado.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE