PUBLICIDADE
Actualidade

Austrália pede à China que deixe sair do país criança australiana e mãe uigur

17 | 07 | 2019   06.37H

O Governo da Austrália pediu hoje à China que deixe sair do país uma criança australiana e a sua mãe uigur, dias depois de coassinar uma carta a denunciar o tratamento infligido por Pequim àquela minoria muçulmana.

A China terá enviado até um milhão de pessoas, principalmente uigures, em campos de reeducação no noroeste da província de Xinjiang. Pequim nega esse número e fala de "centros de treino vocacional" para combater a radicalização islâmica.

Camberra inicialmente negou a nacionalidade a Lutifeier, que nasceu em Xinjiang em agosto de 2017, filho de um pai australiano e de uma mãe uigur, mas acabou por reverter a sua decisão.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE