PUBLICIDADE
Actualidade

"Quem não tem voz, grita" -- artista brasileira Elza Soares

17 | 07 | 2019   09.07H

(REPETIÇÃO) Lisboa, 17 jul (Lusa) - A artista brasileira Elza Soares, que está em Portugal para lançar a sua biografia e apresentar um novo disco, rejeita a invisibilidade e o racismo, apelando a quem não tem voz para que grite.

"Todos nós somos visíveis, não existe o invisível", reflete, acreditando que os mais vulneráveis serão "empoderados" através da educação e da cultura.

Entrevistada pela agência Lusa na Livraria da Travessa, em Lisboa, onde apresentou a sua biografia, escrita pelo jornalista Zeca Camargo, Elza Soares assumiu-se "totalmente" feminista, o que, para ela, significa "ter coragem de gritar que se é mulher".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE