PUBLICIDADE
Actualidade

Jerónimo e Arménio juram guerra constitucional à legislação laboral

17 | 07 | 2019   18.47H

O secretário-geral comunista prometeu hoje combater as alterações à legislação laboral propostas pelo Governo PS, apelando à intervenção do Presidente da República e sem afastar um possível recurso ao Tribunal Constitucional sobre algumas normas.

Jerónimo de Sousa falava aos jornalistas após encontro com uma delegação da CGTP, na sede partidária, em Lisboa, e admitiu, caso a nova legislação seja aprovada e promulgada pelo chefe de Estado, a possibilidade de pedir a fiscalização sucessiva junto dos juízes do Palácio Ratton. Para este efeito é exigida a assinatura de um décimo dos deputados e, como o grupo parlamentar do PCP tem 15 elementos, serão necessários parlamentares de outras bancadas, como a do BE ou os dois de "Os Verdes" para perfazer 23 elementos.

O secretário-geral da intersindical, Arménio Carlos, também deixou duras críticas ao posicionamento do grupo parlamentar socialista e garantiu que vai estar com cerca de 200 a 250 ativistas, sexta-feira, na reunião plenária da Assembleia da República, a última sessão da legislatura, na qual será votado o pacote laboral.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

5 comentários

  • O ARMENIO VAI 250 PARASITAS QUE ANDAM A COMER A CUSTA DE QUEM TRABALHA VERGONHA NACIONAL ACABAR COM CGTP BE PCP ERA O MELHOR PODIA ACONTECER A ESTE POVO QUE TRABALHA
    ze povo | 23.07.2019 | 09.41Hver comentário denunciado
  • Os PCP na EU estão em vias de extinção.Hoje o POVO já não ´e o de 1974.Mais culto consciente de que só tem uma vida para viver e desfasados do marxismo,fascismo etc.as bandeiras do antigamente.Mais racionais abandonam sindicatos tradicionais e criam os chamados sectoriais que dao resposta ao seus anseios de forma frontal e direta.O antigo sindacalismo restos do período conturbado 1974-1980 funcionavam como um estado dentro do estado com guerras permanentes ,este sindicalismo da unicidade morreu porque eram e são ainda o exercito miliciano e correias de transmissão dos partidos .
    Sicuta | 20.07.2019 | 11.17Hver comentário denunciado
  • Os gajos que fizeram o 25 de abril deveriam ser todos mortos. Retornados e pretos e mais monhês apoderaram de Portugal. A justiça caiu na pretalhada com governos de traidores
    fora com a pretalhada e ciganod | 17.07.2019 | 22.24Hver comentário denunciado
  • O PCP anda a dar muitos tiros no porta aviões, não tarda a definhar!
    Alvaro | 17.07.2019 | 20.13Hver comentário denunciado
  • INCONSTITUCIONAL E OS PARTIDOS ESTAREM ISENTOS DE IMPOSTOS E O POVO TRABALHADOR TER QUE PAGAR PARA QUEM NADA FAZ
    O povinho | 17.07.2019 | 19.06Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE