PUBLICIDADE
Actualidade

China decreta tolerância zero com corrupção no programa 'Uma Faixa, Uma Rota'

18 | 07 | 2019   09.34H

As autoridades chinesas decretaram hoje "tolerância zero" para casos de corrupção envolvendo empresas nacionais nas infraestruturas construídas no âmbito da iniciativa "Uma Faixa, Uma Rota", mas não avançaram com os resultados da sua fiscalização.

O diretor-geral do departamento de Cooperação Internacional da Comissão Central de Inspeção e Disciplina - órgão máximo anticorrupção do Partido Comunista da China (PCC) - considerou ser "impossível" realizar inspeções em "todos os milhares de projetos" incluídos no gigante plano de infraestruturas internacional lançado por Pequim.

"É do seu interesse e do interesse do país que sejam íntegros e respeitem a lei", disse La Yifan aos jornalistas, em Pequim. "Devem respeitar as regras dos países onde operam", acrescentou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE